• Redação

A OPINIÃO COM RESPEITO: "Passadas as Eleições" Por Demétrius Faustino


Numa época de pessimismo, em que todos nós, uns mais, outros menos, vivendo entre o medo e a solidão, entre o enigma e a amargura, e o pior, tendo conhecimento do que pode acontecer com nossas pessoas e famílias, e também com o mundo, conseguimos passar pelas eleições 2020, que ficará registrada como a eleição municipal do ano da pandemia do covid-19 no Brasil, e que ainda não foi embora, e segue firme e forte.

Mas, mesmo com o risco, e o desânimo que se mistura ao medo da pandemia, a população de João Pessoa foi às urnas para dizer basta a era Cartaxo, e anunciar um novo capítulo na história de nossa capital: A volta de Cícero Lucena, reunida a ascensão meteórica de Léo Bezerra. E são merecedores. O prefeito eleito vem com vontade de fazer o seu melhor governo, e ainda afirma que nele "não há espaço pra vaidades, desejos pessoais e exibicionismos." E Léo Bezerra será um vice com cargo atuante, além de ser um elo entre as gestões do município e do governo do estado.

As outras candidaturas, graças a Deus e ao povo, foram exorcizadas pelo voto, notadamente aquelas que utilizaram expressões chulas, e não se comportaram como deviam nas redes sociais, acreditando que suas opiniões, fotos, tweets, posts, comentários e lives serviriam de definição para solucionar o processo, no que quebraram a cara, se deram mal, o tiro saiu pela culatra. Não houve jeito. Nem por emprestar de rostos, vozes e paisagens. Sem esquecer que essas candidaturas na verdade, não passavam de uma busca inquietante de tentar enfraquecer o projeto do governador João Azevedo. Estão redondamente enganados.

O trunfo da campanha foi a invocação da experiência de Cícero, aliada a juventude e disposição de luta de Léo. O povo usou a cabeça, se prestou a atentar às promessas, percebeu e soube distinguir o sonho das perfumarias, do lugar comum, da decoreba, da frase feita para conquistar votos, e isto não o conquistou. Pelo contrário, o povo eliminou os que na sua intuição lhe avisou do abraço com a mentira.

Ainda bem que Cícero e Léo chegaram antes que a nossa linda cidade seja devastada pela pandemia, e portanto, eles detém hoje um capital de esperança, a nova redenção, afinal de contas João Pessoa, ainda cosmopolita, foi projetada para se morar e viver com tranquilidade.

É hora de dar o famoso voto de confiança, na vontade política do prefeito e seu vice, que, segundo eles, estão comprometidos em garantir a retomada da cidade, em todos os aspectos, e tirá-la da imobilidade.

É preciso que comecem a governar já. JP agradece.



João Pessoa, Dezembro de 2020.










103 visualizações0 comentário