• Redação

A Pfizer recomenda acompanhamento de crianças vacinadas com doses irregulares



Por meio de nota encaminhada à imprensa, a Pfizer – responsável pelas doses pediátricas contra a Covid-19 – recomendou o acompanhamento das crianças que receberam doses de adultos vencidas contra a Covid-19 em Lucena, no Litoral Norte da Paraíba.

“Para casos como esse, especificamente, recomenda-se o monitoramento dos sinais vitais e o possível tratamento sintomático. Se houver alguma dúvida e/ou algum sintoma a recomendação é procurar o profissional ou serviço médico de referência”, diz um trecho do texto. Além das quase 50 crianças que receberam as doses, vários adultos também foram vacinados com imunizantes fora do prazo de validade. Além disso, em vistoria, o Ministério Público Federal (MPF), identificou que cerca de 1.400 doses serão descartadas. A instituição classificou como negligente a atuação da cidade com relação a vacinação.

Confira a nota da Pfizer

Para casos como esse, especificamente, recomenda-se o monitoramento dos sinais vitais e o possível tratamento sintomático. Se houver alguma dúvida e/ou algum sintoma a recomendação é procurar o profissional ou serviço médico de referência.


A Pfizer realiza habitualmente o acompanhamento de relatos de potenciais eventos adversos e erros de administração de seus produtos, mantendo sempre informadas as autoridades sanitárias brasileiras, de acordo com a regulamentação vigente. Especificamente para a vacina ComiRNAty, a fim de facilitar ainda mais o contato com a empresa e o monitoramento dos potenciais eventos adversos da vacina, a Pfizer estabeleceu um portal para comunicação de informações relacionadas a relatos de eventos adversos: https://www.pfizersafetyreporting.com. Pacientes que apresentem qualquer quadro de potencial evento adverso devem manter acompanhamento médico ou com serviço de saúde de referência e seguir as condutas clínicas instituídas e orientadas por tais responsáveis. Os profissionais de saúde, incluindo os médicos, podem acessar os canais de comunicação da Pfizer para obter informações técnicas ou ter acesso a literatura médica especializada. Os estudos clínicos que levaram à aprovação da vacina da Pfizer e BioNTech para população de 5 a 11 anos de idade basearam-se no regime de duas doses de 10 mcg por dose. Essa formulação chegará aos países em um frasco com coloração diferente, na qual a tampa e o rótulo são apresentados na cor laranja, como forma de facilitar a diferenciação desses para os outros frascos destinados à população adolescente e adulta, que tem a cor roxa (acima de 12 anos, que tem regime de duas doses de 30 mcg).


SESAU/Pb

2 visualizações0 comentário