• Redação

Carlos Alberto Decotelli não emplaca e deixa o Ministério da Educação cinco dias depois de nomeado

Polêmicas sobre o currículo do ex-ministro marcaram sua curta passagem pelo MEC


Recém anunciado como novo ministro da Educação,  Carlos Alberto Decotelli deixa o comando da pasta. Anúncio foi feito nesta terça-feira (30) após ter se reunido com  Jair Bolsonaro e entregado uma carta de demissão ao presidente. Segundo a emissora CNN , o motivo da saída foi a negativa da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Mesmo sem ter tomado posse, Decotelli acumulou polêmicas em sua curta passagem pelo MEC. As principais foram as incoerências em seu currículo. As Universidades de Rosário (Argentina) e Wuppertal (Alemanha) negaram que o ex-ministro tivesse concluído, respesctivamente, os programas de doutorado pós-doutorado nas instituições. A FGV também apontou inconsistências no currículo do recém-nomeado demitido ministro da Educação, Carlos Decotelli. A fundação aponta que Decotelli nunca foi pesquisador ou professor das escolas da instituição, como ele afirmava nas entrevistas e em seu currículo.



Fonte: CNN

2 visualizações0 comentário
Receba nossas atualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube
  • iconfinder_social-11_1591847

© 2020 Fala Sério Pb