• Redação

Cartaxo entrega segunda etapa do Parque da Bica e Plano de Uso que estimula experiência de visitação

Na maior intervenção já realizada nos quase 100 anos da Bica, Parque ganha recinto de grandes felinos que permite visitantes observarem os animais por um vidro blindado



A experiência de visitação ao Parque da Bica ficará ainda mais divertida e interessante a partir da entrega da segunda etapa das obras de requalificação, que vêm sendo realizadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Como parte da comemoração aos 435 anos da Capital, o prefeito Luciano Cartaxo entregou, na manhã de hoje (24), o novo recinto dos grandes felinos, o recinto dos mamíferos e a reforma do serpentário. Dentro da maior intervenção já realizada no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a atual gestão estimula a conscientização ambiental e sustentabilidade ao mesmo tempo em que oferece espaços mais adequados e confortáveis para abrigar as espécies de animais e da flora existentes.


Também foi apresentado o “Plano de Uso do Parque Zoobotânico Arruda Câmara”, elaborado pelos técnicos da Semam e servidores da Bica. O Plano, um documento com 230 páginas, tem o objetivo de apresentar as diretrizes de uso, atividades e procedimentos a serem adotados tanto por visitantes, quanto pela equipe técnica e administrativa. Dividido em três partes, o Plano é um amplo estudo de contextualização histórica e arquitetônica, diagnóstico ambiental e diretrizes de uso com procedimentos de visitação, que assegurem o respeito às espécies que habitam no Parque da Bica, bem como conscientização ambiental e noções de sustentabilidade.


“Estamos tendo a oportunidade de entregar mais uma etapa de obras no Parque da Bica, oferecendo mais bem-estar para os animais e claro, para as pessoas que vem visitar, com mais segurança e mais espaços de preservação do nosso meio ambiente. Apostamos cada vez mais em uma cidade sustentável e com qualidade de vida. É dessa forma que nós estamos fazendo uma cidade voltada para as pessoas e transformando João Pessoa em uma capital mais humana”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.


Durante este período de atividades suspensas no Parque da Bica, os técnicos da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) estão preparando, junto à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o protocolo sanitário que seguirá todas as normas de segurança da Organização Mundial de Saúde (OMS). E quando o Plano Estratégico de Flexibilização autorizar a volta às atividades, os visitantes poderão conhecer o novo recinto dos grandes felinos, um dos mais modernos do País. No local, que vai abrigar uma leoa, um casal de sussuaranas e uma onça pintada, as pessoas poderão observar os animais separados por vidros blindados, que oferecem a segurança, mas permitem uma melhor visualização das espécies.


Inaugurado em dezembro de 1922, a Bica vem passando pela maior requalificação de sua história. O Parque tem tradição em abrigar e recuperar os bichinhos vítimas de maus tratos e vítimas do tráfico de animais. As equipes recuperam e, quando têm condições, os animais são devolvidos à natureza. Nenhum animal abrigado na Bica tem condições de retornar à natureza.


A primeira etapa das obras integraram a Bica ao bairro do Róger, além de investir em uma estrutura interna mais harmoniosa. A transformação teve início desde a entrada com um pórtico anunciando a nova experiência de visitação. A bilheteria ganhou uma estrutura mais moderna, o que permitiu também a adequação da Bica às normas de acessibilidade. A transformação passou também pelo Canteiro das Palmeiras, preservando o paisagismo e foi instalada uma praça de alimentação. Entre as novidades, o Parque ganhou três novas trilhas, ampliação do Jardim Sensorial e do Orquidário, além de intervenções no Recinto dos Jacarés e no Espaço Falconiforme, entre outros.


Centro Histórico - A requalificação da Bica está inserida dentro de um projeto amplo de transformações no Centro Histórico, que começou desde 2013 com o resgate de espaços como as praças da Independência, Napoleão Laureano (Praça do Relógio), João Pessoa e 1817, da Galeria Augusto dos Anjos, do Hotel Globo, Casa da Pólvora, Centro Cultural Pavilhão do Chá e da Villa Sanhauá. Além disso, os programas Ação Asfalto e LED nas Ruas também estão melhorando a infraestrutura e mobilidade urbana e oferecendo mais segurança a quem transita pela região. Esses investimentos estimulam não só a atração de pessoenses e turistas, como também a volta de investidores da iniciativa privada à região a partir de onde a cidade se desenvolveu.


]Secom/

Flávio Asevêdo

0 visualização0 comentário
Receba nossas atualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube
  • iconfinder_social-11_1591847

© 2020 Fala Sério Pb