• Redação

Ceni volta a Fortaleza e Flamengo busca 5º triunfo seguido para pressionar líder

Como joga antes que o líder São Paulo, time carioca quer diminuir a desvantagem na classificação para apenas dois pontos

Passados 45 dias, Rogério Ceni reencontra o Fortaleza. Agora dirigindo o Flamengo, o treinador buscará no Castelão, às 19 horas deste sábado, a quinta vitória seguida na tentativa de jogar pressão sobre o líder São Paulo. Ganhar de seus ex-comandados pode esquentar de vez a briga pelo título do Brasileirão.


Como jogam antes, os cariocas querem diminuir a desvantagem na classificação para apenas dois pontos. Depois ficariam na torcida por tropeço do time de Fernando Diniz diante do Fluminense, no Maracanã.


Como tem um jogo a menos, o Flamengo não pode deixar o rival abrir e vai atacar no Castelão. Com a dupla de ataque que mais se destacou nesta segunda parte da temporada: Bruno Henrique e Pedro foram muito bem juntos na ausência de Gabriel Barbosa no tempo em que ele ficou machucado e mais uma vez atuam juntos.


Expulso contra o Bahia, Gabriel cumpre suspensão e abre nova brecha na disputa pela vaga com Pedro. Filipe Luís também não joga, por acúmulo de cartões amarelos. Entra Renê. A notícia boa é o retorno de Willian Arão, recuperado de lesão.


No último treino, nesta sexta-feira, Ceni ganhou mais desfalques. O goleiro Diego Alves acusou um desconforto muscular na coxa direita e foi cortado do jogo. Assim como o atacante reserva Michael.

Desde a saída de Ceni, o Fortaleza somou apenas seis pontos em 24 possíveis, péssimo desempenho de 25%. Está em queda livre na tabela e ainda terá seu criador pela frente. O técnico montou a equipe e conhece muito bem qualidades e defeitos.

Os flamenguistas treinaram forte a semana toda e armaram muitas jogadas para furar uma possível retranca dos mandantes. De quebra, Ceni ajustou a defesa para não sofrer tantos gols como o ocorrido diante do Bahia, no qual o Flamengo foi vazado três vezes e ganhou no sufoco.

Sendo firme atrás, o treinador flamenguista acredita que fica bem mais perto da vitória, pois o setor ofensivo dificilmente passa em branco. E Pedro está animado em mostrar serviço para provar que pode ser o titular.

QUEDA LIVRE

Desde que Marcelo Chamusca foi contratado para substituir Rogério Ceni, o Fortaleza disputou sete partidas, com retrospecto ruim: três derrotas, três empates e apenas uma vitória. A sequência colocou o time na 14ª colocação, com 30 pontos, dois a mais que o Vasco, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

O clima no clube está conturbado. Na última terça-feira, dois dias depois da derrota no Clássico Rei para o Ceará, por 2 a 0, torcedores organizados foram até o CT do Pici e cobraram jogadores, comissão técnica e diretoria.

"É uma pressão que nós jogadores deixamos acontecer, alguns resultados negativos de alguns jogos e, em se tratando de Fortaleza, nos últimos anos, acho que é o pior momento que vivemos na competição. Agora é criar forças e se unir. Só nós, jogadores, podemos dar a volta por cima", disse o atacante Osvaldo.

O técnico Marcelo Chamusca tem dois desfalques para essa partida. O volante Juninho foi expulso no Clássico Rei e dá lugar para Ronald, enquanto o atacante Yuri César recebeu o terceiro amarelo e deve ser substituto por Mariano Vazquez.

7 visualizações0 comentário
Receba nossas atualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube
  • iconfinder_social-11_1591847

© 2020 Fala Sério Pb