• Redação

Com time misto Flamengo goleia Volta Redonda e garante mais uma final no carioca.


Uma vitória protocolar, uma classificação previsível e uma análise que vai muito além dos 90 minutos.

O que aconteceu na noite de sábado no Maracanã já era esperado. Fosse pela superioridade técnica, fosse pela vantagem do primeiro jogo, o Flamengo despachar o Volta Redonda e avançar à final do Carioca era iminente. O curioso é que o 4 a 1 foi construído com um roteiro que reflete a trajetória do time de Rogério Ceni na competição.

Vitinho e Gabigol comemoram juntos mais um gol do flamengo— Foto: André Mourão / Foto FC

Campeão brasileiro e com objetivos mais condizentes ao patamar estabelecido nos últimos anos, o Flamengo sabia que o Estadual tinha muito mais a agregar como laboratório para sequência da temporada do que como desafio esportivo. Ver Vitinho e Michael novamente como protagonistas dá o tom de como a estratégia deu certo.


Destaques do Flamengo no Carioca Michael

  • 12 jogos

  • 6 assistências

  • 2 gols

Vitinho

  • 10 jogos

  • 1 assistência

  • 5 gols

Falar do jogo taticamente é chover no molhado. O Flamengo fez 3 a 0 logo no primeiro tempo e atropelou um Volta Redonda com a missão já cumprida pela boa campanha na Taça Guanabara. É mais importante falar da desenvoltura com que as peças já citadas conduziram a equipe ao placar, repetindo o que se tornou comum ao longo da competição. Michael finaliza para marcar seu segundo gol no Carioca — Foto: Alexandre Vidal / CRF Antes sem direito sequer ao erro, Vitinho e Michael se transformaram em jogadores que conduzem a bola de cabeça erguida e encaram qualquer adversário. Por mais que Gabriel e Pedro tenham marcado a maioria dos gols, foram os dois os melhores em campo nas duas semifinais, fazendo jus ao que se esperava deles de outros carnavais. Diante do Voltaço, cada um marcou um gol e ambos deixaram a certeza para Rogério Ceni de que serão muito úteis no decorrer da temporada. Michael chega à decisão com seis assistências e dois gols marcados no Carioca; Vitinho foi às redes cinco vezes e deu um passe decisivo. Expoentes de um Flamengo alternativo que dá mais alternativas para o treinador. Vitinho e Gabriel comemoram o quarto gol do Flamengo — Foto: André Mourão / Foto FC Some a esse grupo dos que aproveitaram bem as oportunidades nomes como Matheuzinho, que chegou a seis assistências e cada vez mais é sombra de Isla; Hugo Moura e João Gomes, regulares e maduros como demonstraram na Libertadores; Pedro, que sempre dá conta do recado, entre outros. O Flamengo chega para decidir o Carioca fazendo valer a tão repetida definição de melhor elenco do Brasil. A prática fez valer a teoria. E o 4 a 1 sobre o Volta Redonda é exemplo fiel disso, seja pelas nove ausências entre poupados e lesionados, seja pelos protagonistas.


  • FLAMENGO


5 visualizações0 comentário