• Redação

Copa do Brasil, Flamengo vence Athletico e larga na vantagem


Cansado por tantos jogos, o Flamengo jogou no sacrifício, fez um gol e depois se garantiu lá atrás com Hugo




Curitiba, PR, 28 (AFI) – O Flamengo largou na frente nas oitavas de final da Copa do Brasil ao vencer o Athletico, por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite, na Arena da Baixada. Agora no jogo de volta, o time carioca pode jogar até pelo empate para avançar às quartas de final. A definição da vaga vai acontecer no jogo de volta, na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã.

O time paranaense precisa vencer por dois gols de diferença para não depender dos pênaltis, que será a alternativa, caso o Furacão vença por um gol de diferença. O time vive má fase, com nove jogos sem vitórias e três derrotas seguidas em casa.

Desta vez não foram as conhecidas estrelas que brilharam no Flamengo, como Bruno Henrique e Pedro. O grande destaque nesta vitória foi o goleiro Hugo. Ele fez grandes defesas no segundo tempo, quando o time carioca levou muita pressão. Com certeza, garantiu a vitória.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS


MENGO NA FRENTE O jogo começou aberto, com os dois times criando chances. Aos 17 minutos, o visitante quase abriu o placar quando Isla cruzou na medida para Pedro, que finalizou seco. A bola, porém, saiu.

No minuto seguinte, o Athletico respondeu com perigo. Reinaldo fez a fila na defesa flamenguista e rolou para a finalização de Nikão. Mas ele pegou mal na bola e isolou por cima do travessão. Quem não faz toma.

Aos 19 minutos, saiu o gol. Isla, de novo, cruzou na cabeça de Pedro que testou no travessão. A sobra ficou para Bruno Henrique, na pequena área, só empurrar para as redes.

FURACÃO GIGANTE O Furacão voltou agressivo no segundo tempo, com Walter fazendo bem o pivô na frente da área. O time criou duas grandes chances para empatar, ambas paradas nas mãos do goleiro Hugo, em mais uma noite inspirada.A primeira chance saiu aos 10 minutos, quando Nikão armou a jogada e fez o passe açucarado para o chute de Walter, que soltou a bomba, mas Hugo saltou e espalmou para escanteio.

DEFESA E TRAVE Aos 18 minutos, Walter puxou a marcação e fez o passe para Reinaldo, que limpou um marcador e chutou rasteiro. O goleiro Hugo saltou, deu o tapa e a bola tocou na trave. Mas voltou nas suas mãos. Todo grande goleiro também precisa ter sorte.

Thiago Maia cortou a saída de bola do Furacão e deu para Pedro, já dentro da grande área. Ele

fez o giro e bateu cruzado com a bola indo para fora. Mas houve o pedido de pênalti, analisado pelo VAR e que seguiu rapidamente. Não foi nada. Segue o jogo aos 25 minutos. PÊNALTI E DEFESA Mas a chance de ouro do Furacão saiu num pênalti marcado com ajuda do VAR, aos 38 minutos. Léo Cittadini tentou o domínio e foi travado por Renê. O lance duvidoso teve a presença do VAR e a confirmação do pênalti.

Na cobrança, aos 31 minutos, Walter encheu o peito e soltou a bomba à meia altura. Mas Hugo saltou do lado direito e rebateu para a defesa aliviar. Walter não acreditou. Hugo, 21 anos, fera!!!

2 visualizações0 comentário