• Redação

Denúncia no Esporte Espetacular: Dirigentes da FPF receberam auxílio emergencial de forma indevida

Denúncia foi exibida no programa “Esporte Espetacular”, da TV Globo, e FPF emite nota...

Uma reportagem exibida neste domingo (5), no programa “Esporte Espetacular”, da TV Globo, trouxe nomes de dirigentes da Federação Paraibana de Futebol (FPF), que receberam indevidamente o auxílio emergencial, benefício de R$ 600 concedido pelo Governo Federal durante o enfrentamento do novo coronavírus.

Segundo a reportagem, Gerson Tomaz da Silva Junior, Diretor de Registros e Transferências; Gustavo Trindade Paulo Diretor de Competições; Thalyta Costa Gomes neta de Rosilene Gomes e vice presidente da FPF são acusados de recebimento do auxílio.

Ainda segundo a denúncia exibida neste domingo, quatro irmãs do jogador paraibano Hulk também receberam o auxílio. O jogador lamentou o recebimento do auxílio pelas irmãs e disse ” cada um é responsável pelos seus atos”.


FPF responde


Em nota, a Federação Paraibana de Futebol, informou que foi surpreendida com a notícia de que dois dos seus colaboradores utilizaram do benefício do Auxílio Emergencial de forma irregular. A FPF salientou que não pode ser responsabilizada por atos individuais de seus colaboradores e que não compactua com nenhuma irregularidade. Em nota, a entidade ainda reforçou o compromisso com a recuperação da credibilidade do futebol paraibano, que constantemente é atacado por organizações e pessoas que tentam relacionar o nome da Federação com fatos negativos.


Veja a nota da FPF:





30 visualizações0 comentário