• Redação

Dez candidatos a prefeito e vice são barrados pela Lei Ficha Limpa na PB




A Lei da Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de pessoas com condenação em segunda instância ou contas reprovadas em órgãos colegiados, já barrou este ano candidatos a prefeito e à vice-prefeitura em pelo menos 10 cidades da Paraíba. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Dos dez candidatos que tiveram os registros indeferidos, apenas um continua na disputa: o ex-deputado Arnaldo Monteiro, do Solidariedade, que continua na “briga” pelo comando da prefeitura de Esperança. Ele recorreu da decisão.


No Cariri do Estado, duas candidaturas a prefeito foram barradas em Juazeirinho (Bevilacqua Matias) e Livramento (Anchieta Anastácio). Ambos foram substituídos.

Em Alhandra, Renato Mendes abriu espaço para o deputado Branco Mendes. Já no Lastro, a candidatura de Emmanuel (Podemos) também foi barrada e substituída.

Em Cachoeira dos Índios, no Sertão, Têta Francisco renunciou à disputa na mesma situação. Na cidade de Olivedos, a candidatura de Josa, do MDB, também foi indeferida. Em Desterro, o candidato à vice-prefeitura Evilásio (Cidadania) também teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral.

Já em Baraúna, o candidato a vice Jandir Pontes (PTB) também terminou enquadrado; assim como Chico Mariano (DEM), que disputava a vice-prefeitura de São Sebastião do Umbuzeiro.

No total, incluindo os candidatos ao Legislativo, a Ficha Limpa já barrou pelo menos 30 candidaturas este ano no Estado.

7 visualizações0 comentário