• Redação

Ex-mulher de Jonathan diz que ele é bipolar e não fez isso só, revela agressões nela e em sua filha.


Maria Júlia, ex-esposa de Jonathan Henrique Conceição, deu uma entrevista na tarde desta quinta-feira (29) ao sistema Arapuan. Jonathan é acusado do assassinato da jovem Patrícia Roberta, amiga de infância que veio de Caruaru para João Pessoa visitá-lo. Ele deve responder por feminicídio e ocultação de cadáver.

Em entrevista, Maria Júlia disse ter uma filha de seis anos de Jonathan, e revelou ter apanhado do jovem no fim do relacionamento: “Veio para cima de mim, quebrou meu celular, meu computador, tinha costume de quebrar minhas coisas. Ele me jogou no chão e tentou me bater como se tivesse batendo em um homem”, disse a jovem.

Júlia revelou que o jovem gostava de ler livros e ocultismos e disse que provavelmente os livros que foram achados dentro do apartamento eram realmente dele e não da atual namorada.

A jovem que é estudante de psicologia disse que acredita que Jonathan não matou Patrícia sozinha: “Eu não posso afirmar que ele matou, mas ele está envolvido sim, mas acho que tem mais gente envolvida, ele não fez isso só”, disse.

Maria ainda disse que o acusado de matar a jovem Patrícia sempre foi um homem frio e uma pessoa perturbada, ela também revelou que o jovem batia em sua filha até ela cansar e dormir.

“Ele usava drogas e já tinha um emocional abalado, a droga piora muito”, de acordo com ela o jovem também é bipolar, depressivo e sofre de ansiedade, com tudo isso e por ter vários relacionamentos ele deveria ter uma mente bombardeada.

44 visualizações0 comentário