• Redação

Filha de Belchior é presa após confessar assassinato em SP

Isabela Menegheli Belchior, de 26 anos, se apresentou espontaneamente nesta quinta-feira, 13, e confessou a participação em um homicídio em São Carlos, no interior paulista, cometido no ano passado.

A defesa, no entanto, entrou com pedido de liberdade provisória nesta sexta-feira, 14, por não concordar com o tipo de crime atribuído à jovem, que é filha do cantor Belchior, morto em 2017. A companheira de Isabela, Jaqueline Chaves, de 31 anos, também cumpre prisão preventiva em Franca pelo crime.

A vítima é o metalúrgico Leixer Buchiwieser dos Santos, mas há diferentes versões sobre o episódio. Segundo Veridiana Trevisan, advogada de defesa de Isabela, Jaqueline teria marcado um encontro com a vítima em um bate-papo online em agosto de 2019 e receberia R$ 500 por programa. No fim da conversa, Santos teria oferecido quantia maior caso Jaqueline fosse acompanhada de uma criança ou uma grávida. Após insistir na oferta, Santos disse depois que seria uma brincadeira. Os dois marcaram o encontro e, segundo a defesa, foram até a casa onde Jaqueline e Isabela viviam.


Lá, Santos teria insistido para que a sobrinha de Isabela presenciasse o ato sexual. Isso fez com que a filha de Belchior entrasse em desentendimento com o pai e o tio da criança, que também moravam na casa. Após agressões, Isabela teria pegado a faca que estava na cozinha, quando deu o primeiro golpe. Os dois homens, diz a advogada, estão desaparecidos.

Ainda segundo a defesa, eles achavam que a vítima estava viva e o levaram, em seu próprio carro, para zona rural da cidade. Depois, deixaram Santos perto da pista e foram para o lado oposto da cidade e pediram para que Jaqueline, que estava com a mãe da criança, levasse gasolina para incendiar o automóvel.


13 visualizações0 comentário