• Redação

Hulk abre o jogo sobre ofertas e chance de ser do Palmeiras em 2021

O Jogador falou em entrevista ao Lance! sobre a possibilidade de jogar no Brasil no ano que vem e sobre o carinho que tem pelo Palmeiras

Após estreia nesta segunda-feira (27) do Shanghai SIPG no Campeonato Chinês, contra o Tianjin Teda, no que foi o primeiro jogo oficial do clube desde que Hulk comunicou que não renovará o contrato que acaba em dezembro.


O anúncio, feito em reunião há duas semanas, fez com que equipes de todo o mundo procurassem o atacante, incluindo o Palmeiras . E o jogador falou abertamente sobre as propostas ao LANCE! Hulk , que completou 34 anos no sábado, citou oito países diferentes de onde vieram ofertas. No Brasil, quem se anima é o Verdão, até porque ele visitou o Allianz Parque e a Academia de Futebol em fevereiro, convidado pelo amigo João Paulo Sampaio, hoje coordenador da base do clube. O atacante deixa claro seu desejo de voltar a jogar em seu país após 16 anos fora e não descarta fazer isso em 2021, mas evita prometer para não iludir nenhum fã palmeirense


Como está sendo a preparação para o Campeonato Chinês? A preparação foi intensa. Foco total. Tivemos muito tempo para nos preparar e vamos estrear bem, com pé direito, com fé em Deus, porque fizemos um ótimo trabalho para chegar com máxima força na competição. É o seu último Campeonato Chinês? Não posso dizer isso. Até porque não gosto de dar uma palavra e, depois, voltar atrás. Não renovarei com o Shanghai e estou ouvindo muitas propostas do Brasil e de muitos lugares mesmo da Europa: Turquia, Portugal, Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha... E tenho proposta da China também. Cada dia, chegam mais propostas novas. Graças a Deus, tenho o nome muito forte no mercado. Os clubes vêm me acompanhando e estou me mantendo bem fisicamente, isso ajuda muito. Mas estou deixando nas mãos dos meus empresários. Estou focado só no meu trabalho aqui, para dar o meu melhor. Quanto vai pesar a questão financeira na sua decisão de onde jogar em 2021? Não vai pesar tanto agora. Estou muito mais maduro, consciente do que quero, decidido e leve para tomar as melhores decisões. Por isso, deixo nas mãos de Deus, que sabe que amo, sou grato e dou minha vida pelo futebol. Sempre que eu estiver jogando, será com paixão, dando o meu melhor. Não vou colocar o financeiro na frente. Estou conversando com Deus para tomar a melhor decisão, ser muito feliz e dar continuidade à minha carreira, que, até hoje, é de muitas conquistas, no coletivo e no individual. Onde passei, fiz história. Peço a Deus que me abençoe e eu continue escrevendo essa história linda no futebol.


Fonte:lance

18 visualizações0 comentário