• Redação

MAZINHO: De Santa Rita para o mundo

A trajetória do tetra Campeão do mundo nascido na Paraíba..



Mazinho, o Iomar do Nascimento, volante de origem, mas que acabou atuando em quase todas as posições, foi titular da Seleção Brasileira tetra-campeã mundial. Pendurou as chuteiras depois de defender o Celta de Vigo. O paraibano, que nasceu em Santa Rita no dia 8 de abril de 1966, continua vivendo na Europa, com base em Vigo (ESP), onde sempre deu aulas na sua escolinha de futebol.



Mazinho, em 2009, manteve sua residência espanhola, mas foi trabalhar na Grécia. Lá, assumiu como técnico o tradicional Aris Salônica.

Em 2013, ainda na Espanha, cuidava da carreira de seu filho, Thiago Alcântara, então meia do Barcelona.

Lançado pelo Santa Cruz de Santa Rita/Pb e Revelado pelo Vasco, na geração que também lançou Romário, Mazinho viveu um de seus melhores momentos entre 92 e 94, defendendo o Palmeiras. Pelo time comandado por Luxemburgo, Mazinho fez 127 jogos (79 vitórias, 24 empates e 24 derrotas) e marcou dois gols, segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Em grande fase, jogando no meio de campo, ele foi para a Copa de 1994. Tornou-se titular da equipe no decorrer da competição. Raí perdeu o lugar no time para a entrada dele.

Como atuava nas duas laterais e ainda se arriscava de meia, Mazinho acabou fazendo muito sucesso na Europa. Na Itália, brilhou por Lecce e Fiorentina.

Voltou ao Brasil para ajudar a tirar o Verdão da fila e depois se transferiu para o futebol espanhol, já consagrado como atleta de grande versatilidade.

Primeiro, defendeu por dois anos o Valencia. Mas foi no Celta que achou o seu lugar. Foram cinco anos no clube, e até hoje o ex-curinga mantém boa relação com sua ex-equipe.





69 visualizações0 comentário