• Redação

Navio encalhado no Canal de Suez com 220 mil toneladas volta a flutuar após seis dias

O navio cargueiro que encalhou e está bloqueando o Canal de Suez, no Egito, há quase uma semana voltou a flutuar nesta segunda-feira (29), disse a Inchcape Shipping Services. Com isso, aumentam as esperanças de que a rota mais curta entre a Ásia e a Europa seja reaberta em breve.

O Ever Given de 400 metros de comprimento voltou a flutuar às 4h30 no horário local (23h30 no horário de Brasília), segundo a Inchcape, um provedor global de serviços marítimos no Twitter.

O vídeo postado nas redes sociais parecia indicar que o navio girou, abrindo espaço no canal. Outras imagens, que não puderam ser checadas pela Reuters, incluíam vivas e buzinas de navios soando em comemoração.

O serviço de rastreamento de navios VesselFinder alterou o status do navio para em andamento em seu site.

O navio Ever Given, operado pela empresa Evergreen, encalhou na terça (23) no canal, na transversal, bloqueando a passagem de todos os outros navios. O Canal de Suez liga o Mar Mediterrâneo ao Mar Vermelho e é uma das rotas de navio mais utilizadas do mundo.

Os preços do petróleo caíram após a notícia de que o navio teria voltado a flutuar, e as ações da locadora do navio, a Evergreen Marine, subiram 3,3%.

Por que o Canal de Suez é tão importante?

Cerca de 12% do comércio global passa pelo canal de 193 km, que fornece a ligação marítima mais curta entre a Ásia e a Europa.

As taxas de embarque para os navios petroleiros quase dobraram depois que o Ever Given encalhou, e o bloqueio interrompeu as cadeias globais de abastecimento.

Alguns carregadores decidiram redirecionar suas cargas ao redor do Cabo da Boa Esperança, adicionando cerca de duas semanas às viagens e aos custos de combustível.

De acordo com dados da Lloyd’s List, o bloqueio está impedindo que uma quantidade de mercadoria equivalente a cerca de US$ 9,6 bilhões circule por dia.

9 visualizações0 comentário