• Redação

Brasil, a taça do mundo já foi nossa ! Por: Epitácio Dantas

O Brasil conquistou de forma definitiva a taça Jules Rimet em 1970 no México

1970, México, Tostão a Piazza, para Clodoaldo, enxergou Pelé, que viu Gérson, a Clodoaldo que driblou quatro e viu Rivelino, deu a Jairzinho, a Pelé que rolou para Carlos Alberto, pura magia! A pelota navegava entre os gênios de nossa gloriosa seleção genuinamente brasileiros, a melhor de todas as copas: Brasil 4 x 1 Itália, o Tri em boas mãos! Arrebatamento definitivo da taça Jules Rimet, nascia o país do futebol e o verde e amarelo virou moda! O brasileiro João Havelange destrona o inglês Stanley Houss e assume a FIFA, honra e glória nacional!

O futebol se torna compacto, sem posições fixas e contra-ataques letais. O futebol mudou a cara. Cruiff, Beckenbauer, Maradona, Lato, Muller. O conjunto asfixia o individual, o futebol arte.

1978, o fim dos dezesseis participantes. O Brasil, terceiro colocado, pela primeira vez, não foi agraciado com medalhas, o brilho ofuscado! Protagonista inédito, o Brasil não percebeu a ascensão empresarial e a modernização, iniciando um perigoso processo de formação e êxodos, o mundo relega a América do Sul a tarefa exclusiva de gerar valores, refletindo em um futebol de segunda divisão, o Brasil definha.

10 anos de títulos e conquistas europeias e a globalização de nossa seleção, performam o novo continente, repatriando atletas em declínio técnico e devorando nossas reservas como a 500 anos, fazendo o caminho inverso das expedições do século XVI. A FIFA surfa e a CBF enriquece suas marcas e divisas sobre um Brasil moribundo e de clubes em crises. O velho mundo recomeça a extrair o nosso ouro, nossas riquezas e Dom Pedro não pode desobedecer às cortes.


O Brasil necessita voltar a brilhar! O gigante adormecido, outrora melhor do mundo, jaz pandêmico e respira através de aparelhos, se escondendo nos retalhos de coadijuvancia.

A taça do mundo um dia já foi nossa !


Epitacio Dantas

114 visualizações0 comentário