• Redação

OPERAÇÃO CALVÁRIO: Edvaldo Rosas e Pietro Harley tem prisão mantida pela Justiça


Presos na manhã desta quinta-feira (4) durante as 11ª e 12ª fases da Operação Calvário – “A Origem”, o ex-presidente estadual do PSB e ex-secretário estadual Edvaldo Rosas e o empresário campinense Pietro Harley passaram por audiência de custódia na Capital e tiveram a prisão mantida por decisão da juíza Andréa Arcoverde Cavalcanti. Eles foram encaminhados para a Penitenciária Média de Mangabeira e vão ficar em celas especiais, individuais e separados dos demais presos.


Além de Rosas e Harley, Coriolano Coutinho também foi alvo de um mandado de prisão nesta quinta-feira, contudo, o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho já estava preso por descumprir medidas impostas pelo relator da Operação Calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Ricardo Vital de Almeida.

PUBLICIDADE

Estas duas fases da Calvário têm por objetivo investigar contratos para aquisição de material didático (livros), por parte das Secretarias de Educação do Município de João Pessoa, no primeiro ano de gestão de Luciano Cartaxo (PV), em 2013, e do Estado, no Governo Ricardo Coutinho, em 2014, respectivamente nos valores de R$ 1.501.148,60 e R$ 4.499.995,50 – só nesse contrato, os colaboradores informaram que foram pagos 45% em propina – sendo estimado um prejuízo ao erário de aproximadamente R$ 2,3 bilhões, em razão do pagamento de propinas a agentes públicos e políticos.

0 visualização0 comentário
Receba nossas atualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube
  • iconfinder_social-11_1591847

© 2020 Fala Sério Pb