• Redação

Palmeiras vence o RB Bragantino de novo e avança na Copa do Brasil

Com gol de Gabriel Veron, Palmeiras vence novamente o RB Bragantino e carimba sua vaga para a próxima fase do mata-mata nacional


O Palmeiras bateu o Bragantino por 1 a 0 na partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, no Allianz Parque, em São Paulo, e se classificou para as quartas de final da competição, com gol de Gabriel Veron. A partida ficou marcada pela estreia do técnico Abel Ferreira no comando do Verdão.

Com o resultado, o Verdão se classificou na competição mata-mata com o placar agregado de 4 a 1, já que havia vencido a equipe do Massa Bruta na ida por 1 a 0. Agora, o Verdão vira a chave para jogar o Brasileirão, onde enfrenta o Vasco, domingo (08), às 16h, em São januário. No mesmo dia, o Braga enfrenta o Santos, às 18h15, no Nabi Abi Chedid.



Gabriel Veron marcou o gol da vitória do Palmeiras sobre o Bragantino no Allianz (Foto:Staff/Copa do Brasil) Foto: LANCE!

Atrás no placar, Bragantino começa pressionando

Em desvantagem de 3 a 1 no placar, por conta do jogo de ida na quinta-feira passada, a equipe de Bragança Paulista começou em cima do Palmeiras. Logo com um minuto de jogo, Claudinho rolou para trás e Lucas Evangelista chegou batendo de primeira. Weverton espalmou e salvou o Verdão.


Logo depois, aos cinco minutos, Vina cortou mal o cruzamento e a bola sobrou para Aderlan, que bateu por cima do gol. Três minutos depois, outra chance do Massa Bruta. Aderlan cruzou, mas Morato não alcançou a bola.

Wesley sai machucado e Palmeiras abre o placar

Com o passar do tempo, a equipe comandada por Abel Ferreira foi controlando a partida e chegando mais ao ataque. Porém, um lance preocupou a comissão técnica e a torcida palmeirense. Aos 14 minutos, após cruzamento de Gabriel Menino, Wesley não alcançou a bola e acabou machucando o joelho, tendo que se substituído por Gabriel Veron.

E foi justamente a revelação do Palmeiras que abriu o placar. Com 28 minutos, Veron roubou a bola e tocou para Rony, que passou para Vina. O uruguaio cruzou para o camisa 27, que dominou e bateu na saída de Cleiton para abrir o marcador no Allianz Parque.

Segundo tempo começa equilibrado e Bragantino fica com um a menos

Em mais desvantagem ainda no placar, o Bragantino tentou voltar do intervalo pressionando. Aos três minutos, Arthur recebeu na entrada da área, mas bateu por cima do gol de Weverton. Logo depois, o Palmeiras respondeu com Raphael Veiga, mas a bola passou ao lado da meta de Cleiton.

Após as chances iniciais o jogo caiu de produção. O lateral-esquerdo do Bragantino Luan Cândido recebeu o cartão amarelo aos 16 minutos, e dois minutos depois, recebeu o segundo cartão, sendo expulso e complicando ainda mais a vida da equipe de Bragança em campo.

Palmeiras controla a partida e não leva sustos

O que já era ruim acabou ficando pior com a expulsão para a equipe do Bragantino. Com isso, o time não levou muito perigo a meta de Weverton, que foi um mero espectador na segunda metade do segundo tempo. O Palmeiras só chegou uma vez com Vina, que chutou na rede pelo lado de fora, aos 23 minutos.

Willian ainda assustou em cobrança de falta. Depois, as equipes só esperaram o apito final do árbitro para confirmar a classificação do Verdão para as quartas de final da Copa do Brasil.


FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 RED BULL BRAGANTINO


Data: 05 de Novembro de 2020

Horário: 19h (de Brasília)

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo-SP

Assistentes: Alex Ang Ribeiro-SP e Anderson José de Moraes Coelho-SP


VAR: Marcio Henrique de Gois-SP

Cartões amarelos: Luan Cândido

Cartões vermelhos: Luan Cândido

Gols: Gabriel Veron (28'1ºT) (1-0)

PALMEIRAS: Weverton, Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña (Gustavo Scarpa, aos 37'2ºT); Felipe Melo (Danilo, aos 37'2ºT), Zé Rafael e Raphael Veiga (Ramires, aos 21'2ºT); Rony, Wesley (Gabriel Veron, aos 18'1ºT) e Luiz Adriano (Willian, aos 21'2ºT). Técnico: Abel Ferreira

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton, Aderlan, Ortiz, Ligger e Edimar (Luan Cândido, aos 13'2ºT); Ryller, Evangelista e Claudinho; Artur (Thonny Anderson, aos 13'2ºT), Morato (Cuello, aos 27'2'ºT)e Hurtado (Ligger, aos 22'2ºT). Técnico: Mauricio Barbieri

0 visualização0 comentário
Receba nossas atualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube
  • iconfinder_social-11_1591847

© 2020 Fala Sério Pb