• Redação

URGENTE: Alexandre Moraes manda governo retomar divulgação completa de dados acumulados da Covid 19

Alexandre de Moraes determinou ação com base em um inquérito que apura a disseminação de ofensas, ataques e ameaças contra ministros da corte e seus familiares


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou hoje que o Ministério da Saúde retome a divulgação dos dados acumulados do coronavírus no portal oficial. Os últimos registros indicam que o Brasil tem hoje 37.134 mortes e 707.412 pessoas já diagnosticadas com a doença. A decisão veio após analisar ação apresentada pelos partidos Rede Sustentabilidade, PSOL e PCdoB, que pediam também a atualização diária do governo até as 19h30. O ministro determinou ainda que a Advocacia Geral da União (AGU) preste as informações "que entender necessárias" no prazo de até 48 horas.... -


A semana passada, o governo mudou a forma de apresentar os dados totais de casos confirmados, mortes e curvas de infecção por região — a pasta começou a mostrar apenas os dados referentes às últimas 24 horas, omitindo os registros totais.


"[Decido] determinar ao ministro da Saúde que mantenha, em sua integralidade, a divulgação diária dos dados epidemiológicos relativos à pandemia (covid-19), inclusive no sítio do Ministério da Saúde e com os números acumulados de ocorrências, exatamente conforme realizado até o último dia 4 de junho", escreveu Moraes, na decisão liminar. Para ele, a gravidade da pandemia exige que autoridades tomem todas as medidas possíveis para o "apoio e manutenção das atividades do Sistema Único de Saúde"....

Para ele, a gravidade da pandemia exige que autoridades tomem todas as medidas possíveis para o "apoio e manutenção das atividades do Sistema Único de Saúde". Moraes declarou ainda que o "grave risco de interrupção abrupta da coleta e divulgação" é ruim para o sistema de saúde do Brasil, e que o ministério volte a apresentar os novos casos e óbitos conforme realizado até 4 de junho. Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de Covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra decidiram formar uma parceria e trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessária.


fonte:STF - foto:arquivo

12 visualizações0 comentário
Receba nossas atualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube
  • iconfinder_social-11_1591847

© 2020 Fala Sério Pb